A ação COST COMBAR (Combate à Resistência Anti-Helmíntica em Ruminantes) cresceu ao longo dos anos e é agora uma rede que conta com mais de 200 cientistas na Europa e no resto do mundo que têm trabalhado em colaboração para alcançar avanços significativos no controlo sustentável das helmintoses em ruminantes.

COST COMBAR

A organização convida os médicos veterinários, bem como todos as partes interessadas no setor da produção de ruminantes, para assistirem a um encontro aberto que se realizará nos dias 9 e 10 de dezembro. Pode registar-se gratuitamente antes do dia 3 de dezembro.

Após três reuniões científicas de sucesso em Varsóvia, León e Ghent, onde mais de 150 especialistas de todo o mundo se reuniram para discutir o seu trabalho e inovações para o sector, este ano a reunião COMBAR será realizada no formato online. Embora por força das circunstâncias a reunião só possa ser realizada à distância, isto constitui uma oportunidade para envolver membros e partes interessadas que, de outra forma, não poderiam participar.

Como a ação COMBAR já vai a meio, está na hora de fazer um ponto da situação e definir recomendações baseadas em evidências.

O início do processo de construção de recomendações para a investigação, políticas e controlo, os seminários e painéis de discussão irão focar: (1) o diagnóstico da resistência aos anti-helmínticos, (2) as implicações socioeconómicas, (3) o controlo sustentável das helmintoses.

Cada tema terá uma sessão online separada e será introduzido por uma comunicação keynote, bem como uma série de comunicações breves dos investigadores. Os painéis de discussão envolverão investigadores e outras partes interessadas, incluindo produtores e médicos veterinários, e a assistência poderá colocar questões e participar através do software de votação.

Desta forma, a organização espera poder começar a traduzir coletivamente o conhecimento agregado e os resultados da investigação em recomendações úteis.