Os Centros de Competência, como estruturas em rede que juntam os produtores, indústria, sistema científico e tecnológico nacional e as autarquias, têm-se revelado determinantes para alcançar a necessária competitividade e sustentabilidade socioeconómica do sector agro-florestal nacional.

InovTechAgro

A agricultura de precisão, a digitalização e a mecanização agrária congregam no seu seio, um conjunto de tecnologias determinantes para a produtividade das fileiras de produção agroflorestal através do uso das máquinas e com cada vez mais o recurso a plataformas digitais para apoio à decisão do agricultor.

Ciente desta nova realidade e da importância acrescida que esta temática vai ter no âmbito da nova Política Agrícola Comum (PAC) realiza-se esta quarta-feira, dia 16 de setembro, no INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, em Oeiras, a cerimónia de assinatura do protocolo de constituição do Centro de Competências InovTechAgro – Centro Nacional de Competências para a Inovação Tecnológica do Sector Agroflorestal.

Com a participação de 65 entidades representantes de organizações de agricultores, centros de ensino e investigação, entidades privadas, administração pública e empresarial do Estado.

O InovTechAgro terá competências nas áreas de agricultura de precisão, digitalização e mecanização agrária, em todo o território nacional e constitui um claro sinal da enorme mobilização do setor agroflorestal em torno de uma temática que se revela fundamental para a competitividade do nosso país

O projeto visa a promoção de um setor mais inteligente, seguro, moderno e sustentável, reforçando as medidas de proteção ambiental e luta contra as alterações climáticas, tão importantes no seio da Política Agrícola Comum no período pós 2020.

Com a presença confirmada da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, e do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, a sessão, que por limite de presenças físicas só poderá contar com o Grupo de Entidades Gestoras, irá ter transmissão em direto a partir das 14h10 através da página de facebook da Rede Rural Nacional.

Entidades Gestoras:

  • ADVID – Associação Desenvolvimento da Viticultura Duriense

  • ANPOC – Associação Nacional dos Produtores de Oleaginosas, Cereais e Proteaginosas

  • ANPROMIS – Associação Nacional dos Produtores de Milho e Sorgo

  • DGADR – Direcção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural

  • FENALAC- Federação Nacional das Cooperativas de Produtores de Leite

  • FENAPECUARIA – Federação Nacional das Cooperativas de Produtores Pecuários

  • FNOP – Federação Nacional das Organizações de Produtores de Frutas e Hortícolas

  • GPP – Gabinete de Planeamento e Políticas e Administração Geral

  • INESC TEC – Institute for Systems and Computer Engineering, Technology and Science

  • INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária

  • Instituto Politécnico de Portalegre

  • Instituto Superior de Agronomia

  • Universidade de Évora

Entidades Parceiras:

  • AAM – Associação de Agricultores da Madeira

  • ACPA – Associação de Criadores de Porco Alentejano

  • ANCPA – Associação Nacional dos Criadores do Porco Alentejano

  • ANIPLA – Associação Nacional da Indústria para a Proteção das Plantas

  • ANSEME – Associação Nacional dos Produtores e Comerciantes de Sementes

  • AOP – Associação dos Orizicultores de Portugal

  • APAP – Associação de Produtores Agrícolas de Precisão

  • APOSOLO – Associação Portuguesa de Mobilização de Conservação do Solo

  • APPITAD – Associação dos Produtores em Proteção Integrada de Trás-os-Montes e Alto Douro

  • APROLEP – Associação dos Produtores de Leite de Portugal

  • ATEVA – Associação Técnica dos Viticultores do Alentejo

  • AVIPE – Associação de Viticultores do Concelho de Palmela

  • CELPA – Associação da Industria Papeleira

  • FAA – Federação Agrícola dos Açores

  • FAABA – Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo

  • FENAFLORESTA – Federação Nacional das Cooperativas de Produtores Florestais

  • FENAFRUTAS – Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Horto-Fruticultores

  • FENAPICOLA – Federação Nacional de Cooperativas Apícolas e de Produtores de Mel

  • FENAREG – Federação Nacional de Regantes de Portugal

  • FENAZEITES – Federação Nacional das Cooperativas Agrícolas de Olivicultores

  • FERA – Federação Nacional das Associações de Raças Autóctones

  • FNAP – Federação Nacional dos Apicultores de Portugal

  • FORESTIS – Associação Florestal de Portugal

  • FPAS – Federação Portuguesa De Associações De Suinicultores

  • IACA – Associação Portuguesa dos Industriais de Alimentos Compostos para Animais

  • OLIVUM – Associação de Olivicultores do Sul

  • PORBATATA – Associação da Batata de Portugal

  • UNAC – União da Floresta Mediterrânica

  • VITICERT – Associação Nacional de Viveiristas Vitícolas Produtores de Material Certificado

  • Instituto Politécnico de Beja

  • Instituto Politécnico de Castelo Branco

  • Instituto Politécnico de Coimbra

  • Instituto Politécnico de Santarém

  • Instituto Politécnico de Viana do Castelo

  • Universidade do Algarve

  • Universidade de Aveiro

  • Universidade de Coimbra

  • Universidade Nova de Lisboa

  • Universidade do Porto

  • Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

  • ACAP – Associação do Comércio Automóvel de Portugal

  • ACT – Autoridade para as Condições de Trabalho

  • AIMMAP – Associação dos Industriais Metalúrgicos Metalomecânicas e Afins de Portugal

  • AIP – Associação Industrial Portuguesa / Câmara de Comércio e Industria

  • DGAV – Direção Geral de Alimentação e Veterinária

  • EDIA SA – Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, S.A,

  • ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.

  • IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional

  • INE – Instituto Nacional de Estatística

  • IPMA – Instituto Português do Mar e da Atmosfera, I.P

  • ISQ – Instituto de Soldadura e Qualidade

  • IVV – Instituto da Vinha e do Vinho